• EcoFolia Solidária 2024
  • Inscrições do Programa Bahia Produtiva
  • BahiaMEI - Faça sua inscrição!
  • Contracheque no ZAP
  • Portal Transparência Bahia

Trabalho Decente

08/02/2024 11:02

Bloquinho EcoFolia Solidária desfila no circuito Dodô com mensagens de apoio aos catadores de material reciclável

O rixô elétrico com o músico e compositor Fred Menendez animou os foliões do bloquinho Ecofolia Solidária, no início da noite desta quarta-feira, 07, desfilando do Farol da Barra até início de Ondina. O bloquinho é uma ação do Governo do Estado através da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e objetiva chamar a atenção para a valorização do trabalho dos catadores de material reciclável durante o Carnaval e o serviço que prestam ao meio ambiente.

O secretário da Setre, Davidson Magalhães, acompanhou todo o desfile, que também contou com a presença das secretárias Ângela Guimarães, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, e Fabya Reis, à frente da Secretária de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades). As pastas são parceiras da Setre em outras ações do projeto EcoFolia Solidária durante a festa.

Um bandeirão alusivo ao EcoFolia Solidária foi o abre-alas do bloquinho, que também contou com uma equipe de ativação para a distribuição de ventarolas durante o desfile. O secretário Davidson Magalhães destacou a importância da ação no início da festa.

"Este desfile da EcoFolia Solidária joga o papel de divulgar essa ação de inclusão social dos catadores, de promoção ambiental, de defesa do meio ambiente. Portanto, na medida em que o bloquinho sai na última noite pré-Carnaval, abrindo alas no circuito da Barra, começa também a fazer um processo de mobilização da opinião pública para essa ação importante dos catadores e catadoras, que é uma população vulnerável e que o Governo do Estado, através do EcoFolia Solidária dá condições para que essa atividade fique menos vulnerável, fique digna durante o Carnaval", disse o secretário.

Equipamentos - Com o investimento de aproximadamente 3,2 milhões de reais, o projeto EcoFolia Solidária contempla 2.500 catadores de materiais recicláveis de 16 cooperativas parceiras, durante o Carnaval, mas este ano foram distribuídos equipamentos permanentes para melhor estruturar a cadeia produtiva da reciclagem: 15 prensas elétricas, 20 balanças eletrônicas, 15 carrinhos elétricos e 06 triciclos para as cooperativas.

Os catadores receberam fardamento adequado (calça, camisa, boné), produzido pela Cooperede de Feira de Santana, EPI’s (botas e luvas), mochila produzida por empreendimento solidário e equipe técnica para execução da ação durante a folia. Eles vão contar com 10 centrais de coleta (três exclusivas do Governo da Bahia), localizadas em pontos estratégicos próximos aos principais circuitos da folia, para recebimento e comercialização de alumínio, pet e plástico, eliminando a ação de atravessadores.

A novidade deste ano é um espaço exclusivo para as mulheres catadoras de material reciclável, montado no Vale do Canela, onde está sendo ofertado café-da-manhã e local para banho (com sabonete e toalha descartáveis). Além disso, as mulheres poderão relaxar com o recebimento de massagem terapêutica e acupuntura, dentro da ação Cuidar de Quem Cuida, promovida pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM).

Serão beneficiadas entre 50 a 100 catadoras diariamente, no período de 5h às 11h. O acesso aos serviços será por meio de fichas distribuídas entre as cooperativas parceiras e prioriza as mulheres que trabalham durante a madrugada.

Ascom Setre










Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.