• BahiaMEI - Faça sua inscrição!
  • WhatsApp da Ouvidoria Geral do Estado
  • Portal Transparência Bahia
  • FazAtleta
  • Artesanato da Bahia
  • Selo Artesanato da Bahia

Economia Solidária

13/05/2022 16:05

Centros Públicos de Economia Solidária realizam plenárias em Guanambi, Serrinha e Vitória da Conquista

Com o objetivo de mensurar o desempenho dos Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol), equipamentos de políticas públicas da Secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), serão promovidas plenárias para a avaliação dos Empreendimentos Econômicos Solidários - EES, que acontecerão nos dias 17, 18 e 19, nos municípios de Guanambi, Serrinha e Vitória da Conquista.

Em Guanambi, a plenária ocorre na próxima terça-feira, 17, das 7h30 às 17h, na Avenida Pedro Felipe Duarte, 4911 - São Sebastião - Guanambi, através do Cesol Sertão Produtivo. A coordenadora, Leiliane Aranha acredita que cerca de 80 pessoas participem do encontro e considera que a plenária se torna importante, a partir do momento, que se observa o avanço da política pública de Economia Solidária no território. “Trazer os empreendimentos e parceiros para o mesmo espaço de diálogo aproxima os atores que promovem o desenvolvimento do Sertão Produtivo”, concluiu.

O Cesol Portal do Sertão Sisal receberá os empreendimentos econômicos solidários assistidos na quarta-feira, 18, das 8h às 17h, no auditório do Cesol (Rua Conselheiro Dantas, 188 – Centro), em Serrinha. Já em Vitória da Conquista, a plenária ocorre, na quinta-feira, 18, no Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima (Avenida Rosa Cruz – BNH), das 8h às 18h, pelo Cesol Sudoeste e Itapetinga.

André Ribeiro, coordenador, pontuou que é grande a expectativa, pois é um marco da economia solidária na região: “É um momento que nós estaremos reunidos com os empreendimentos que são assistidos aqui pela carteira ativa do Cesol, para reflexões e análise de todo trabalho que foi efetuado pelo Cesol Sudoeste, na perspectiva da assistência técnica, produção do beneficiamento, e, sobretudo, na comercialização. E também para construirmos novas políticas públicas para a economia solidária. A importância deste evento é que possamos fortalecer nossa base, produção e, sem sombra de dúvidas, fazermos uma reflexão sobre o que queremos”, refletiu.

Entre as atividades previstas  nas plenárias estão: levantamento das necessidades dos empreendimentos de economia solidária, por meio de metodologia de escuta ativa; pactuação de ações e atividades de assistência técnica; balanço entre o previsto e o implementado pelos Cesols; avaliação e revisão de percursos formativos; identificação de efeitos e da efetividade das atividades promovidas; confecção de documento que estabeleça os pactos e deliberações a serem perseguidos pelos atores envolvidos, especialmente, o CESOL no território.

Ao todo, serão 12 plenárias executadas até junho deste ano. Três já foram realizadas nos municípios de Pintadas, Monte Santo e Irecê.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.