• Conectar Bahia - Resultado

Artesanato

29/04/2021 18:04

Artesanato baiano ganha loja no Salvador Shopping

O artesanato criado na Bahia tem um novo espaço para divulgação e comercialização. Produções que representam o artesanato dos 27 territórios de identidade, incluindo de grupos indígenas e quilombolas, podem ser encontradas na loja Artesanato da Bahia, aberta nesta quinta-feira (29), no Salvador Shopping.

A unidade é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), em parceria com a Associação Fábrica Cultural.

De acordo com secretário da Setre, Davidson Magalhães, esta é a segunda loja do programa com a marca Artesanato da Bahia. A outra unidade funciona no Porto da Barra. “Estamos numa fase de expansão e consolidação do artesanato baiano. O artesanato não é somente um meio de geração de emprego e renda. Ele também é uma forma de resistência e de marcar a cultura baiana e, portanto, a nossa identidade”, afirmou.

Bordados, cerâmicas, costura, tapeçaria e outras criações foram selecionados para a loja conforme a importância cultural, técnicas utilizadas e representação da cultura baiana. O objetivo é contribuir para a valorização e o crescimento dos artesãos e do artesanato da Bahia, aumentando as chances de negociação dos produtos no estado, além de atrair o mercado nacional.

Ao visitar a loja, a socióloga Solange Barros ressaltou que a iniciativa é “importante porque está valorizando a nossa cultura, que é tão desvalorizada. É um trabalho belíssimo, que permanece por muito tempo, por gerações. Tem que ser cada vez mais valorizado. E aqui é uma vitrine onde não somente os baianos circulam, mas muitos turistas”.

A loja fica localizada no piso L2, considerado um dos principais pontos do shopping. “Este tipo de loja amplia a visibilidade da riqueza da produção artesanal na Bahia. O artesanato é meio de vida de milhares de famílias no estado, sobretudo, neste contexto de crise, que a atividade que antes era a segunda fonte de renda agora passou a ser atividade principal”, destacou a coordenadora estadual de Fomento ao Artesanato, Ângela Guimarães.

Fonte: Secom Bahia
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.