• Festival Boas Práticas da FUNTRAD

Trabalho, Emprego e Renda

13/04/2018 20:04

Mulheres gordas recebem atendimento especial no SineBahia

Emissão de carteira de trabalho e carteira de identidade, cadastro no SineBahia e palestra sobre orientação para o trabalho foram alguns dos serviços oferecidos pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), nesta sexta-feira (13), na unidade Central do SineBahia, em Salvador, em uma ação com atendimento especial para mulheres gordas, mobilizadas pelo Movimento Vai Ter Gorda.

Ainda foram oferecidos os serviços de intermediação para o trabalho e de mão de obra autônoma, essa último pelo novo serviço Contrate.Ba, recém-lançado pelo governo do estado. 

A turismóloga Maria França, 40 anos, uma das mulheres atendidas, relatou a dificuldade de encontrar trabalho em sua área de formação, por conta do chamado “perfil” que é imposto por algumas empresas na área de hotelaria. “Sou especialista em turismo e interpretação do patrimônio e por ser gorda e negra, meu perfil estético não é aceito neste segmento. O fardamento nessas empresas nem passam do número 42”, denuncia. 

A ação é fruto dos desdobramentos das discussões realizadas no 1º Fórum da Diversidade no Mundo do Trabalho, realizado pela Setre em outubro de 2017, quando foi destacada a importância do papel afirmativo das instituições públicas e privadas, na contribuição para superação de preconceitos, estigmas e barreiras no acesso e permanência no mundo do trabalho.

Fundadora do Movimento Vai Ter Gorda, Adriana Santos acredita que seja muito importante as mudanças que vêm ocorrendo em relação a todo um processo de construção e parceria com o Governo do Estado. “A gente coloca essas mulheres tanto no mercado de trabalho, quanto na questão ligada a saúde, moda, diversidade. A cada ação, percebemos mais o reflexo disso nas meninas, para a vida e auto-estima delas. Não é fácil pra muitas delas sair de casa, ter um acolhimento, enfrentar barreiras e preconceitos”, elenca.    

“Essa é uma ação que visa facilitar o acesso dessas mulheres ao mercado de trabalho. Além de contribuir para dirimir barreiras discriminatórias impostas pela sociedade”, afirmou a chefe de gabinete da Setre, Ângela Guimarães, presente na abertura do evento. 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.