• Festival Boas Práticas da FUNTRAD

Economia Solidária

28/12/2017 12:12

Loja comercializa plantas medicinais e litúrgicas produzidas por terreiros da RMS

Plantas para rituais religiosos e fins terapêuticos podem ser encontradas na Botica da Rede de Hortos de Plantas Medicinais e Litúrgicas (Rhol), que foi inaugurada na manhã desta quinta-feira (28), no Pelourinho, em Salvador. O espaço, que é fruto de um dos 54 projetos contemplados pelo Governo do Estado, por meio do Edital de Apoio aos Empreendimentos Solidários de Matriz Africana, reúne a produção de 12 terreiros de candomblé de Salvador e Região Metropolitana.
 
São plantas in natura e desidratadas, adubos, cosméticos naturais, além de outros itens relacionados à religiosidade afrodescendente, como vestimentas, acessórios, peças artesanais e objetos de decoração que são produzidos por terreiros parceiros da rede.
 
“O Governo do Estado investiu mais de R$ 720 mil no projeto que deu origem a esse espaço de comercialização. A Botica Rhol é mais uma experiência exitosa que nasce do Edital de Economia Solidária de Matriz Africana, contribuindo na afirmação do empreendedorismo pela via da colaboração, da solidariedade”, destacou a secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, durante a inauguração.
 
Ao longo do projeto, executado pela Associação Filhos do Mundo, em parceria com a Àwa Ações Afirmativas, os terreiros envolvidos receberam assessoramento técnico e orientação especializada para a implantação de hortos agroecológicos e de um centro de beneficiamento, possibilitando a produção e comercialização de plantas com base nos princípios da economia solidária.
 
Coordenador Executivo da Rhol, o babalorixá Alcides Carvalho, reforça que a loja traz mais autonomia para o grupo. “As comunidades produzem e conseguem escoar seus produtos diretamente, sem a necessidade de atravessadores. A abertura da Botica Rhol é um rito de passagem de um projeto que está se tornando empreendimento”, ressaltou.
 
A loja está situada na Rua João de Deus, nº 08, no Pelourinho, em frente ao Museu de Enfermagem.
 
Ascom Setre

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.